Vanessa Mazza


0

5 posturas que lhe ajudam a engordar

Vanessa Mazza 15 de dezembro de 2014

Nós engordamos por vários motivos, seja porque comemos demais ou as coisas erradas, seja porque temos problemas hormonais, sedentarismo, fatores genéticos ou ainda, questões emocionais mal-resolvidas.

As posturas que trago abaixo geralmente são comuns em pessoas que engordam emocionalmente. Ou seja, quando estão bem, mantém o corpo com o peso normal, quando estão mal, engordam como uma forma de autodefesa.

Se você se reconhecer nas posturas a seguir, modifique-as. Se estiver engordando, com certeza irá parar. Se seu peso estiver normal, pelo menos você se sentirá mais feliz consigo mesmo.

155133241

1. Não saber falar não: É bastante comum que as pessoas que não saibam dizer “não” sejam aquelas que começam a engordar. Isso acontece porque quando você quer ser aceito pelo outro, você teme que, se negá-lo, ele irá lhe desprezar ou se afastar. Assim, você aceita toda e qualquer demanda, tirando disso todo prazer. Algumas pessoas podem compensar esta frustração com compras, cigarros, bebidas ou outras drogas. Quem engorda, evidentemente compensa com comida. Afinal, os alimentos não nos dizem “não” e, sobre eles, temos total controle. Para evitar entrar neste looping, não responda ao pedido alheio de imediato. Peça um tempo para pensar. Aí avalie se vale a pena, se é mesmo o que você quer e pode fazer no momento e, por fim, acredite que, se esta pessoa gosta de você, ela continuará por perto, mesmo que você não faça tudo o que ela pede.

183781706

2. Dar importância demais ao que os outros pensam de você: Extensão do item anterior, uma excessiva preocupação com o que as pessoas pensam ou não de nós, nos leva à tensão e à insegurança constantes. Afinal, ficamos o tempo todo prestando atenção nas reações dos outros a nossa pessoa e se, por acaso, mostram descontentamento, raiva, crítica (e isso às vezes não tem nada a ver com a gente), nos sentimos rejeitados, nos levando de volta à comida como meio de consolo. Assim, procure olhar menos para os outros e mais para si mesmo. Imagine que se alguém está lhe tratando mal ou de cara fechada é problema dele e não seu. Esqueça da ideia de estar sendo atacado. Enfim, mantenha-se alegre e tranquilo com sua própria consciência.

175173581

3. Ter expectativas demais: Quando nos permitimos ficar num peso que não nos faz feliz, é porque estamos com baixa-autoestima, o que mostra que não estamos nos amando. Por isso, começamos a buscar nas pessoas ao nosso redor, meios de nos sentirmos queridos, aceitos e estimados. Daí o acúmulo de expectativas. Você fica esperando que sejam sempre legais com você, que lhe tratem com educação, que lhe ajudem quando você precisa, que retribuam seus favores, que lhe elogiem, que sejam sinceros e leais, que se mantenham presentes, que se sacrifiquem por você. Se algum desses itens não acontece ou não na intensidade desejada, você se frustra, fica triste e isso lhe faz achar que nada vale a pena. Novamente seus pratos favoritos entram em cena para que você possa afogar suas mágoas. Afinal, a pessoa que lhe decepcionou pode ter tirado uma oportunidade de você, mas não aquele pedaço de bolo.

154959352

4. Não se sentir em paz: Muita gente sofre de ansiedade hoje em dia e não só os gordinhos, mas é fato que se manter sem paz de espírito nos faz engordar. Primeiro porque comemos de qualquer jeito, correndo, sem mastigar direito, sem saborear os alimentos. Segundo que comemos várias vezes, só para nos acalmar, pois o movimento do triturar a comida na boca nos traz certo alívio. Não é estranho portanto que busquemos nos livrar da ansiedade com balas, bombons, pipoca, salgadinhos, amendoins e tudo aquilo que possa ser consumido em larga escala. Por isso, até que você encontre sua paz interna com meditação e terapia, busque alimentos menos calóricos e viciantes para estes momentos, como cenouras em palito, palmito, pepino, frutas secas, castanhas…

170510655

5. Cuidar de todos, menos de si mesmo: É lógico, portanto, que uma pessoa que não consegue falar não, se sobrecarregando em excesso com atividades e responsabilidades alheias, que está sempre preocupada com o que os outros pensam, ao ponto de se manter tensa e ansiosa, não vá ter tempo e disposição para cuidar de si mesma. Por isso, é comum que adoeça e que um dos motivos para isso seja o próprio aumento de peso. Até porque a pessoa que se sacrifica tanto por outros, geralmente não consegue manter uma rotina de exercícios, acaba não comendo corretamente (compra fast food, pede comida em casa, faz refeições congeladas, etc), não vai no médico com regularidade, não consulta um psicólogo, não tem tempo para fazer as coisas que gosta, como sair com amigos e, por fim, muitas vezes até lhe falta dinheiro para comprar roupas melhores ou ir num salão de beleza.

Isso posto, uma das melhores formas de emagrecer ou manter o peso ideal para o seu corpo, aquele que lhe faça se sentir bem, leve, disposto e com saúde, é mudando sua postura em relação ao mundo e a si mesmo. Dieta e exercício nenhum serão mais eficientes do que a transformação de um comportamento autossabotante para um de confiança interna. Em outras palavras, antes de fazer qualquer coisa, se coloque em primeiro lugar. Lembre-se que não há como de fato ajudar as pessoas se você estiver mal consigo mesmo.

Baseado neste texto aqui

Deixe um Comentário

Login to your account

Can't remember your Password ?

Register for this site!