Vanessa Mazza


1

Tarô na Vida: Quando se sente deprimido

Vanessa Mazza 17 de agosto de 2014

Recentemente vimos o caso do ator norte-americano Robin Williams, que tirou a própria vida devido a um estado de depressão que mantinha por anos. Apesar de o Tarô não servir como substituto a tratamentos médicos, inclusive os psiquiátricos e psicológicos, é possível esclarecermos e alertamos um consulente que está deprimido (ou agindo como tal), mas que, até o momento da consulta, não o tinha admitido a si mesmo.

Isso acontece porque muitas pessoas deixam o quadro da depressão se agravar por não verem a seriedade da sua condição ou por sentirem culpa ou vergonha de estarem dessa forma. Afinal, quem gosta de se sentir triste? ou sem prazer por nada? Além disso, a opinião das pessoas ao redor machuca e evita esta aceitação, pois é comum que se veja a pessoa depressiva como preguiçosa ou mimada, quando, no fundo, se trata de uma doença e não tanto de uma escolha direta do indivíduo.

Portanto, ouvir o que as cartas podem dizer sobre o modo como você tem enxergado a vida ou os recentes acontecimentos pode contribuir para que se evite cair na armadilha da tristeza profunda, da falta de fé ou mesmo da depressão clínica. Até porque muitas situações negativas do presente podem se desvanecer rapidamente e, quanto mais rápido recuperarmos nossa alegria de viver e autoestima, menos tempo teremos que suportar aquele inconveniente.

Vanessa Taro

Se encontra nesta situação? Veja como se consultar – http://vanessamazza.com.br/2012/10/07/consultas-on-line-e-presencial/

Tags deste artigo: , , , ,

Comments (1)

  1. Pingback: Tarô na Vida: Qual a utilidade de uma consulta no dia a dia?

Deixe um Comentário

Login to your account

Can't remember your Password ?

Register for this site!