Vanessa Mazza


1

Você tem uma maldição familiar?

Vanessa Mazza 6 de janeiro de 2014

Talvez a maioria de nós não se dê conta disso ou não leve tão à sério, mas o fato é que todos nós nascemos com uma espécie de maldição familiar. E esta não precisa ser nada relacionada com magias negras, amarrações nem profecias nefastas de bruxas do passado. Trata-se, na verdade, de um modo de atuação que os integrantes de determinada família costumam repetir ao longo de gerações.

Por exemplo, existem núcleo familiares nos quais a maioria das mulheres se divorcia ou nos quais os homens morrem de acidente de carro. Pode parecer simples coincidência. Eu prefiro pensar que nossos sentimentos, pensamentos e crenças geram comportamentos cujos resultados podem se repetir por muitos séculos, se ninguém nunca parar para prestar atenção nas relações de causa e efeito.

Eu mesma posso ser citada: sou uma mulher de São Paulo, casada com um homem do interior do signo de escorpião, cuja mãe é magrinha e morena, tal como aconteceu com minha mãe décadas antes de mim. Como ela, eu também me mudei para a cidade de meu marido em busca de qualidade de vida. Até aí, estas semelhanças são parecem uma maldição. Porém, elas sinalizam que onde minha mãe errou, eu também posso errar, posto que estamos partindo do mesmo ponto, mesmo sendo mulheres diferentes.

Assim, conheço famílias nas quais as mulheres são as que carregam o fardo da responsabilidade sobre o provimento, enquanto os homens pulam de emprego em emprego, sem nunca se definirem. Outras possuem filhas que acabando sempre fugindo com seus namorados ou engravidando antes da hora. Tem aquelas nas quais os homens sempre se casam com mulheres briguentas e rancorosas.

Portanto, se você observar o histórico da sua família irá entender onde poderá recair sua sina. Sua família tem muitas doenças, problemas financeiros, mortes violentas? são enganados com frequência, são infelizes no amor, não conseguem trabalhar no que amam? Ter clareza disso irá fazê-lo entender quais ações levaram a estes desfechos negativos, buscando não repetir na sua vida pessoal os mesmos equívocos, que podem nascer timidamente de atitudes orgulhosas, ignorantes, egoístas, temerosas ou vaidosas ou ainda, simplesmente, de crenças obsoletas sobre a vida.

Descobrir sua maldição familiar é se libertar dela para não continuar a ser um mero espelho da sua árvore genealógica. Pois só dessa maneira, você poderá encontrar sua real essência e definir novos parâmetros e modos de existência para seus descendentes.

1149_4450561996624_623269796_n

Precisando de um conselho das cartas? Veja como aqui

Tags deste artigo: , ,

Comments (1)

  1. Pingback: O afastamento salutar da família - Vanessa Mazza

Deixe um Comentário

Login to your account

Can't remember your Password ?

Register for this site!