Vanessa Mazza


0

Tarô no Divã: Quando o consulente está desempregado ou cheio de dívidas

Vanessa Mazza 15 de setembro de 2013

Quando estamos desempregados ou mesmo cheios de dívidas, o desespero nos atinge, muitas vezes de forma violenta. Assim, saímos buscando ajuda de todas as fontes, até sendo inconvenientes algumas vezes, confundindo conceitos como justiça e merecimento (para nós) com egoísmo e soberba (vinda dos outros).

Isso acontece porque estarmos sem recursos nos faz acreditarmos que também somos menos enquanto seres humanos. Nossa auto-estima então abaixa e nos vemos como vítimas e pessoas injustiçadas pelo mundo. Por isso, é comum que alguém nessa situação exija tudo dos outros (como brindes, vales, gratuidades, descontos), como se as pessoas ao seu redor pudessem ficar sem seus rendimentos só porque ele se complicou em suas próprias finanças.

Claro que a caridade deve existir e que ajudar uns aos outros é sempre benéfico quando possível, porém, é preciso manter o bom-senso e não julgar as pessoas com tanta severidade. Afinal, se uma pessoa com dívidas não pode deixar de ganhar seu ganha pão e não faria nada de graça, porque haveria de deduzir que qualquer outro profissional, independentemente de qual seja sua situação financeira, também o possa?

Tudo tem valor, um tempo de preparação, um conhecimento embutido. Por isso, feliz daquele que, ao invés de reclamar da vida, assume seus equívocos e busca por uma boa orientação. Afinal, saber onde estamos errando pode ser a única maneira de darmos a volta por cima e nos reequilibramos. E isso pode trazer resultados muito mais rápido do que ficarmos pedindo ajudas materiais indefinidamente.

Deixe um Comentário

Login to your account

Can't remember your Password ?

Register for this site!