Vanessa Mazza


0

Mitos do Amor: Toda mãe ama seus filhos incondicionalmente

Vanessa Mazza 9 de abril de 2013

Por mais que se tenha a mãe como uma imagem sagrada, é lógico que não podemos afirmar que basta ser mãe para experimentar “um amor maior”. Se fosse assim, todas as mães, sem exceção, seriam ótimas, não abandonariam seus filhos e os amaria sem restrições. E, quando digo amar, digo ser verdadeiramente abnegada, no sentido de aceitação, compassividade e compreensão.

No entanto, vemos diariamente muitos exemplos de mães ignorantes, agressivas, egoístas, interesseiras, chantagistas e manipuladoras. E não há nada de estranho nisso, até porque estas mulheres, antes de serem mães, eram pessoas, com seus defeitos, talentos e deficiências. Grande parte entre elas, aliás, teve péssima criação e não aprendeu a dar carinho, a ouvir ou a lidar com diferenças. Portanto, não haveria como serem muito melhores que suas próprias mães.

Além disso, se analisarmos bem, do mesmo jeito que a riqueza não muda uma pessoa e sim amplifica aquilo que ela já era, a qualidade da maternidade está de acordo com a personalidade anterior dessa mulher. Se já era uma pessoa espiritualizada, amável, sábia, paciente, ela o será com seus filhos. Mas, se era uma pessoa carente, medrosa, com vários preconceitos, ela irá manifestar estas características sobre seus filhos. Ou seja, ninguém muda magicamente com a maternidade.

Então, antes de idealizarmos nossas mães, nos culpando muitas vezes por acontecimentos cuja responsabilidade cabia a elas, vamos olhá-las como pessoas e aceitá-las por isso, sem diminuir o peso de suas ações negativas, só porque geraram um filho. Afinal, ser mãe e dar a luz são coisas bem diferentes. Muitas pessoas nunca conceberam, mas possuem muito mais amor em seus corações, do que muita mulher “parideira”.

Assim, se você sente que sua mãe não lhe amou o suficiente, é bem provável que seja verdade, embora elas sempre mascarem seus defeitos com justificativas como “eu me sacrifiquei por você” ou “só estava pensando em seu bem-estar”, etc. É claro que temos que ser agradecidos por elas nos terem concedido a vida, cuidado de nós quando éramos frágeis e nos dado recursos para nos desenvolvermos. Devemos também respeitá-las e honrá-las. Porém, não penso que seja positivo escondermos a verdade para nós mesmos, pois, se nossas mães não foram bondosas e não admitimos isso, poderemos reproduzir os mesmos erros com nossos próprios filhos.

Já se você teve uma mãe bondosa, parabéns, você conheceu o amor numa forma muito pura. Propague então seu exemplo e ajude outras mães a serem mais evoluídas, não oprimindo seus filhos ou destruindo seus sonhos por falta de inconsciência.

Tags deste artigo: , , ,

Deixe um Comentário

Login to your account

Can't remember your Password ?

Register for this site!