Vanessa Mazza


0

Domine seu superego!

Vanessa Mazza 7 de fevereiro de 2012

Segundo a definição da Wikipedia, superego é uma parte em nossa mente que pode ser chamada de “moral” e que tem relação com os valores da sociedade. Muitas vezes entendemos isso como princípios ou código de conduta. Apesar de ser muito útil, no sentido em que norteia nossas vidas para o bem, muitas vezes o superego se torna um tirano em nossas cabeças, nos constrangendo e limitando naquilo que tem a ver com nossa essência. Afinal, nem tudo aquilo que é ditado pela sociedade atual é certo, posto que conceitos mudam de época para época. Ou seja, uma pessoa homossexual tende a ter um superego crítico, dizendo que aquilo que ela sente é errado, quando na verdade, trata-se apenas daquilo que ela é. Em outras situações, temos o artista que não tem coragem de assumir sua arte, pois a voz na sua mente diz que aquilo não irá sustentá-lo, que é ilusão e que ele deve trabalhar num emprego dito seguro, entre tantos outros exemplos.

Por isso, se sua dita consciência está mais atormentando sua vida que ajudando, procure analisar calmamente os caminhos que ela lhe propõe. Será que ela está apenas reproduzindo o que os seus pais ou outras pessoas do seu círculo íntimo queriam? Será que se você seguir o que ela pede, você se sentirá feliz? Se você esvaziar sua mente dos pensamentos e ouvir sua intuição, esta última e o superego estarão de acordo ou estarão brigando entre si?

O importante é que você fuja dos seguintes desfechos: sentimento de culpa, desprezo por si mesmo, desvalorização dos seus talentos, sacrifício pelos outros, tristeza ou raiva profundas. Se você estiver em qualquer desses níveis, seu superego não está sendo muito gentil com você e a probabilidade é que você acumule mau-estares, doenças, acidentes e problemas na vida cotidiana, pois nada melhor para avaliar se você está no curso certo, do que simplesmente observar sua vida.

Assim, os objetivos do super-ego são, segundo ainda a Wikipedia:

inibir (através de punição ou sentimento de culpa) qualquer impulso contrário às regras e ideais por ele ditados (consciência moral);

forçar o ego a se comportar de maneira moral (mesmo que irracional) e

conduzir o indivíduo à perfeição – em gestos, pensamentos e palavras (ego ideal).

o que eu trocaria por:

inibir qualquer impulso autodestrutivo imposto pela sociedade e pelos próprios medos

superar o ego a ponto de não ser mais escravo de suas deformidades, deixando de ter ciumes, inveja, mágoas, ressentimentos, raiva, orgulho, egoísmo

conduzir o eu ao equilíbrio interior, vivendo totalmente consciente e no agora, com paz de espírito e amor por si mesmo e por toda a vida

Como sei que é difícil dominar o superego, separei algumas frases que podem ser repetidas de manhã e à noite para simplesmente reprogramar sua mente e fazer uma nova gama de princípios, mas de acordo com a sua realidade:

Eu sei quem sou, me aceito e me amo.

Eu manifesto todos os meus talentos e prospero com eles.

Eu respeito meus desejos e necessidades e entro em acordo e equilíbrio com as dos outros.

Eu sei que sou humano e que errar faz parte do processo, por isso, eu me trato com muita gentileza, pois sei que sou bem-intencionado e que sempre procuro fazer o melhor.

Deixe um Comentário

Login to your account

Can't remember your Password ?

Register for this site!