Vanessa Mazza


0

Seja você mesmo!

Vanessa Mazza Furquim 7 de maio de 2010

Quando nos amamos, a beleza vem como algo natural

Você já parou para pensar como nós nunca estamos satisfeitos com o que somos?

Apesar de ser algo absurdo, acreditamos que isso faz parte da condição humana, simplesmente porque nos é repetido exaustivamente em todos os lugares. Porém, me pergunto qual é o problema real de gostarmos de nós mesmos exatamente pelo que somos. Sei que faz parte da vida o crescimento e a evolução e que ninguém deve ficar parado. Entretanto, isso não significa que temos que necessariamente nos transvestimos de algo completamente alheio a nossa natureza só porque a amiga, a TV ou a artista disseram isso.

Pois é exatamente isso que acontece. A pressão dos formadores de opinião. da mídia e da propaganda em geral, é tão forte, que vivemos numa situação de falta de amor total. Afinal, nós não temos aquele cabelo, aquele celular, aquela roupa, não fazemos aquela viagem, não sentimos aquela alegria que nos é mostrada. Até mesmo os realiy shows que promovem mudanças nas vidas das pessoas, muitas vezes apenas as padronizam dentro do modelo aceito. Isso vende com muita força a ideia de que sempre nascemos defeituosos e que temos que nos corrigir o tempo todo. Infelizmente, esse discurso não é levado para o aspecto interior, da evolução da alma e sim para o exterior, da correção do nariz, dos seios, dos cabelos e dentes.

Ou seja, insistem tanto que devemos ter auto-estima nos induzindo ao consumo para obtê-lo ao invés da iluminação da mente. Afinal de contas, quem disse que precisamos fazer uma cirurgia plástica para poder ter auto-estima? Amor por nós mesmos vem de dentro, vem da consciência que temos de que somos perfeitos, somos únicos. É este sentimento de apreço que nos faz cuidar da nossa saúde e aparência como algo natural.

Porém, o que é proposto pela sociedade é um movimento ao contrário, no qual eu forço uma situação para conseguir algo imaterial. Não é à-toa que muitas pessoas se tornam obsessivas pelo consumo, pelos produtos de beleza, pelas roupas, pois precisam desses elementos para saberem quem são. Se ficarem despidos, perderão a razão.

Por isso, fuja de tudo aquilo que não é essencial, que não é verdadeiro. Observe-se a si mesmo no espelho. Veja o quanto você é particular, interessante. O quanto seus traços étnicos dizem algo sobre você. Você é único. Tem talentos que lhe são próprios, um pensamento, um jeito de falar e agir. Não padronize. Não se vitimize. Ame-se e cuide-se com muito carinho e com os elementos dos quais você realmente gosta.

No fim, a grande beleza da natureza está na diversidade, nas milhares de espécies que existem, cada uma com um lugar especial dentro da criação. Você pode ver que os animais e plantas não concorrem entre si, não tentam parecer algo que não são, não tentam ser iguais uns aos outros. Promova a diferença e seja feliz, pois não há como se sentir completo vestindo uma máscara. Afinal, você só pode ser você mesmo.

Deixe um Comentário

Login to your account

Can't remember your Password ?

Register for this site!